O CADASTRO DE CONTADORA(E)S E O CARDÁPIO DE HISTÓRIAS

O principal conteúdo do Museu da Beira da Linha do Coque são as entrevistas realizadas com os moradores cadastrados como Contadoras e Contadores de Histórias do Coque.

Esta é a ficha original do cadastro:

Fichas do projeto Teias de Memória elaborado em 2011 pelo PCELC para a criação do Museu.

Fichas do projeto Teias de Memória elaborado em 2011 pelo PCELC para a criação do Museu.

A seleção do(a)s contadore(a)s, as entrevistas e as filmagens são realizadas pelos coordenadores do Ponto de Cultura Espaço Livre do Coque.

As entrevistas estão sendo feitas primeiro com os moradores mais idosos, por conta da urgência em registrar seus depoimentos, especialmente sobre o Coque antigo, do início da ocupação. Mais adiante também os moradores mais novos serão entrevistados e até os amigos de fora que aqui conviveram.

Cada Contador(a) recebe um certificado e uma camiseta e passa a fazer parte viva do Museu.

Contadores de Historias do Coque na Fundaj (2014)

Contadores de Historias do Coque na Fundaj com as camisas na Fundaj (2014). Foto: Leo Cisneiros.

Conforme o projeto original do Museu da Beira da Linha do Coque, elaborado pelo PCELC no documento Teias de Memória de 2011, todas as histórias registradas nas entrevistas do Museu são apresentadas em um cardápio para que os visitantes escolham o querem assistir.

A primeira versão do cardápio foi elaborada para a exposição Museu da Beira da Linha do Coque na Fundaj-Derby em 2014. As listas de títulos foram expostas ao lado dos dois monitores que passavam em loop a íntegra das entrevistas.

Cardápio das entrevistas na exposição Museu da Beira da Linha na Fundaj. Foto: Daniel Pereira.

Cardápio das entrevistas na exposição Museu da Beira da Linha na Fundaj (2014). Foto: Daniel Pereira.

Durante a pesquisa para a criação deste site, os coordenadores aprenderam em uma oficina como tratar os vídeos em programas de edição e dividiram as entrevistas em pequenos trechos identificados pelo assunto tratado. A listagem dos assuntos das 16 primeiras entrevistas foi iniciada na época da exposição do Museu na Fundaj-Derby em 2014, completada durante a oficina Arquivo-Vivo na passagem de 2014 para 2015 e revisada em  função da edição de vídeo para o lançamento do site em agosto de 2015.

O visitante do Museu pode acessar os trechos das entrevistas pesquisando pelo nome do(a) contador(a) de histórias ou pelos assuntos citados.

Os assuntos estão organizados em categorias que foram estabelecidas pelos amigos do museu responsáveis por colaborar com a pesquisa para o site. A categorização tem como base os tópicos elaborados pelo PCELC como pauta para as entrevistas em 2011 e a observação dos critérios do PCELC para a identificação dos assuntos de cada trecho das entrevistas para a exposição da Fundaj e na oficina Arquivo-Vivo.

Comments are closed.